Meu preconceito com a bariátrica
out08

Meu preconceito com a bariátrica

Olá, pessoal. Tudo bem? Hoje vim com um post novo contar sobre como eu tinha preconceito com a bariátrica e pensava coisas erradas sobre pessoas que operaram. Continue no post para ver se você tem algum pensamento semelhante e leia até o final para mudar isso =)

Bom, primeiro que eu achava que decidir pela bariátrica era um atestado de incompetência, tenho até um video no meu canal do YouTube falando sobre isso. Se você ainda não assistiu, recomendo: 

Read More
Inspiração – Michelle Franzoni
maio24

Inspiração – Michelle Franzoni

Lindíssima, inteligente, 35 anos, mora em Floripa e saltou do manequim 48 para o 38 em 10 meses. Nossa me senti a Marília Gabriela fazendo entrevista com uma pessoa famosa agora, porque sim, nossa inspiração de hoje é famosa no mundo do emagrecimento, tem mais de 82 mil seguidores no instagram @blogdamimis, mais de 188 mil likes na Fan Page do Facebook, sempre dá entrevistas e tem um blog onde conta tudo sobre emagrecimento e saúde.

mimis

Fiquei muito contente que a assessoria da Mimis autorizou eu contar um pouco da história dela aqui no blog,

Read More
Inspiração – Thais Chanoft
mar01

Inspiração – Thais Chanoft

Aeeee outra linda magra pra gente se inspirar!

Fazer amigos com o mesmo objetivo. O que eu disse no post “Momento de Reflexão” faz muito sentido quando eu falo da Thais.
Se não estou enganada a conheci quando deram a ideia no grupo #pensandomagro de ter madrinhas de dieta. Aí adicionei a Tha no Whats App e corria pra ela quando tinha vontade fazer alguma gordice. Aí que comecei a conhecer melhor a história dela.
Ela lutou contra a balança a vida inteira, ia a vários endocrinos, tomava fórmulas, emagrecia mas logo voltava a engordar. O maior problema foi quando ela entrou na faculdade e descontrolou porque batia cartão na padaria comendo pães e doces. Chegou a emagrecer mais vezes mas por motivos que nem ela sabe explicar, engordava de novo. Foi aí que começou a pensar em cirurgia bariátrica, ou redução do estômago, como preferir.
PAUSA! Se você é um desocupado cheio de querer polêmica e vai criticar por eu estar postando sobre cirurgia ou criticar a Thais por ter recorrido a isso, é só clicar no xis no canto da tela.

Continuando… 

Ela se olhava no espelho e não se reconhecia mais e depois de anos brigando e perdendo pra balança, tomou a decisão de procurar uma clínica especializada em cirurgia bariátrica.
“Eu me olhava no espelho e não me reconhecia..tinha um namorado, mas via que apesar dele gostar de mim, eu mesma não gostava de mim….”
Após consultas com nutricionista e cirurgião ficou claro para ela que era a melhor opção e em fevereiro de 2012 operou com 107,5kg.
Agora você deve estar me perguntando: “Se ela fez a cirurgia, por que ela é inspiração?”. Simples e sem mimimi, a cirurgia bariátrica não é nada fácil. Se você tem cabeça de gordo você não vai conseguir emagrecer nem se nascer de novo e o que me orgulha muito na Thais é o esforço dela. Ela não fez simplesmente a cirurgia e tá lá jogada no sofá comendo sorvete. Ela mudou de vida, ela entendeu que alimentação balanceada é importante, ela tem a corrida como uma paixão e hoje em dia ela é feliz com tudo o que passou e com tudo o que está acontecendo. Talvez se ela descobrisse antes que ia conseguir essa vida nem teria recorrido à cirurgia, mas arrependimento é uma palavra que não existe para ela. Hoje ela está com 65kg, 42,5kg a menos e nada de flacidez aparente – invejinha branca das pernas dela! =P – isso porque ela faz musculação, corre e é feliz.
 
O motivo deste post não é a cirurgia bariátrica, ok seus mimizentos? Isso é a escolha de cada um como tudo na vida e para ela naquele momento foi a escolha certa. O motivo deste post é dizer que para todas as decisões tem que haver mudanças. Ela tomou a decisão de fazer a cirurgia e levou isso muito a sério, só ela sabe o que se passou na cabeça dela em relação às mudanças que viriam e vieram junto com a cirurgia.
“Não estou fazendo apologia à cirurgia. Longe de mim! Mas esse foi o último e necessário recurso para a minha história. Talvez se o Pensando Magro existisse a uns 5 anos atrás, seria tudo diferente. Mas não me arrependo de nem uma virgula.
 
A minha intenção é, além de dividir minha conquista, alertar vocês sobre os perigos de tomar remédios e apelar para dietas malucas e principalmente, ouçam o corpo de vocês e respeitem ele!”
Fica ainda mais bonita de patins =P
Read More