Minha história

<3

<3

Idade: 27

Altura: 1.72

Peso inicial: 99.8 

Peso atual: 78 

Meu nome é Luana Fernandes, sou redatora publicitária e estive em guerra com a balança durante um bom tempo e sempre perdi.

Quando criança, sempre pratiquei atividade física. Comecei ballet aos 3 anos, depois fiz ginástica olímpica – hoje chamada ginástica artística – durante anos, na adolescência pratiquei volley e academia. Era muito ativa, de final de semana ia para clube, ia para a praia, surfava, caminhava, jogava bola, até entrar na faculdade.

Adolescente

Adolescente

Eu trabalhava no shopping, tinha uma folga a cada 15 dias e fazia faculdade longe de casa e do trabalho. Já no shopping passei a comer muita besteira, nunca gostei de fast food mas como não tinha horário de almoço, tinha que comer o que era mais rápido. Chegava na faculdade direto do trabalho e atacava as coxinhas da lanchonete, fora a bomboniere que tinha do lado.

Com isso engordei muito, não praticava mais esportes por falta de tempo e minha autoestima foi indo por Coca-Cola abaixo.

Como eu ia em muitas festas da galera da faculdade, era churrasco e cerveja o final de semana inteiro, mas foi em uma dessas festas que percebi o quanto eu tinha engordado. O pessoal tirou várias fotos e postou no Orkut na época. Quando eu vi pelas fotos o tamanho que eu estava, entrei em choque. Meu braço parecia uma perna!

Na faculdade, gorda

Na faculdade, gorda

Ainda demorei um pouco para “tomar uma atitude”, me mudei para a cidade da minha faculdade e comecei a namorar, todos os programas envolviam comida e engordei cada vez mais.

Quando eu me toquei que não dava mais para ser daquele jeito, procurei um endocrinologista que queria me emagrecer a todo custo e receitou uma fórmula com três componentes que hoje são proibidos para eu tomar. Claro que fiquei determinada a comer coisas mais lights e fazer academia, mas não tinha noção nenhuma do que aquele remédio faria com minha saúde. Minha alimentação era basicamente gelatina, iogurte desnatado,  barrinha de cereal, batata cozida, salsicha e frango grelhado. Não tinha verdura, quase não tinha frutas, água eu bebia só quando estava com muita sede. Passei muito mal com o remédio, desmaiei várias vezes: na academia, no ônibus, na balada e na valsa da minha formatura. Quando me vi com 30 quilos a menos, estava mega feliz e achei que não precisava mais do remédio.

Magra com remédio

Magra com remédio

Com isso veio o efeito colateral: a compulsão alimentar. No meu aniversário eu cheguei a comer um bolo inteiro de brigadeiro. Lembro que morava com minha avó, ela foi passar uns dias na casa da minha mãe e congelou o bolo para “não estragar”. Eu comi ele congelado mesmo e ainda tive a cara de pau de dizer que levei para o pessoal do trabalho comer.

A compulsão alimentar me fez engordar 8 quilos em 1 ou 2 meses. E com o passar do tempo tudo foi piorando. Voltei a morar com minha mãe e ela morava com o namorado que era chef de cozinha, só fazia fritura, massa, molhos, pães e doces para comer.

Nesta fase eu namorava e minha ex-sogra era cozinheira, fazia doces e salgados para festas e na casa dela sempre tinha muita coisa boa para comer. Tudo era motivo para churrasco, pizza, salgadinhos fritos e sorvete. A coisa desandou demais e apesar das milhares de tentativas de emagrecer – cheguei até a voltar a tomar remédio- nada dava certo, eu começava e logo desistia. Foi uma fase péssima: problemas no trabalho, problemas no namoro, falta de amigos e de mal com o corpo. Quando achei que nada poderia ser pior, minha mãe foi diagnosticada com câncer de mama.

Aí juntou minha tristeza, meu desespero e minha compulsão alimentar causada pelos remédios que tomei para emagrecer. Meu mundo caiu e eu só pensava em coisa ruim. A comida virou minha melhor amiga, a única que não me julgava, não me criticava e ainda me dava prazer.

Minha mãe sempre foi muito alto astral e encarou o câncer numa boa. Pensou positivamente o tempo todo e levou uma vida normal: namorava, passeava e ia dançar carequinha no mesmo dia em que fazia quimioterapia. Enquanto eu, com meus 20 e poucos anos, estava gorda depressiva no meu quarto e comendo.

Gorda em 2011

Gorda em 2011

Ao não suportar mais me ver naquela situação, minha mãe veio conversar comigo e dizer que eu estava fazendo muito mal a ela, que minha preocupação excessiva com o câncer dela era uma desculpa para que eu não me cuidasse. Eu não poderia fazer nada por ela, ela estava fazendo o tratamento, seguindo as orientações médicas. Eu só podia fazer por mim. Acabei ficando com um poudo de raiva deste “tapa na cara” e disse a ela – que estava lutando pela vida – que eu preferia morrer ao passar por tanta infelicidade. Ela me abraçou e pediu para eu nunca mais falar isso. Aí percebi quão mal eu estava fazendo a ela, o quanto eu estava prejudicando emocionalmente o tratamento dela e decidi mudar.

Pesquisei blogs de emagrecimento, li um livro chamado Pense Magro e fiz todos os exercícios que tinham nele, fiz um livrinho de receitas lights que peguei da Internet e voltei para a academia. O que me ajudou muito foi fazer uma lista de vantagens de emagrecer que o livro sugere. Eu colocava o celular para despertar durante o dia e ler esta lista para fixar na minha cabeça o meu objetivo. Além disso, anotava em um aplicativo no celular tudo o que eu comia e o tanto de água que eu tomava. Foi muito bom para ter controle do que eu deveria ingerir menos ou mais.

Nesta fase eu decidi reativar meu blog, mas não contei para ninguém, levava mais como um querido diário fazendo minhas anotações.

Com o passar do tempo minha autoestima e disposição foram voltando, eu estava muito determinada, já não comia mais as gostosuras da casa do meu ex-namorado, sofri um pouco com isso, todo mundo comendo bolinho de queijo super crocante e eu comendo morango. Quando eles queriam sair para jantar, eu dizia que estava cansada e preferia ficar em casa vendo filme. Meu ex viu que eu estava levando a sério e me ajudou bastante. Eu chegava na casa dele já com tudo planejado para as refeições, passava no mercado e fazia minha comida. Queríamos praticar algum esporte diferente de final de semana, pensamos em bike mas como ele mora no interior, ficaria difícil para transportar. Eu tenho um amigo que sempre me convidava para patinar com ele, eu sempre dizia que ia mas demorei muito a ir. Foi aí que meu ex e eu decidimos comprar patins, afinal era mais fácil carregar nas viagens. Foi amor à primeira patinada, diferentemente dele que andava 20 minutos e queria parar. Um dia patinando em uma praça do interior, vi uns meninos treinando slalom que são manobras em pequenos cones e pedi para eles me ensinarem. Adorei! A partir daí comecei a patinar com meu amigo que sempre me chamava para ir.

Emagrecendo com patins

Emagrecendo com patins

Comecei a emagrecer bastante e com saúde, pois já tinha noção de alimentação saudável. Com isso minha autoestima voltou e tive forças para resolver diversos problemas, como terminar o namoro, procurar outro emprego e retomar e conquistar amizades. Passei a ir sozinha no parque patinar, pedia para quem estivesse lá treinando slalom para me ensinar e com isso formamos uma galera bem grande.

O patins com certeza foi o responsável pela minha alegria de viver voltar, pois percebi o quanto sou forte e determinada, minha paixão pelo esporte só trouxe benefícios, fiquei muito mas aberta à amizades, mais bem humorada e determinada, pois queria treinar a manobra até sair perfeita. Meu corpo foi tomando outra forma também, eu nunca tive bumbum e a patinação me deixou com mais curvas.

DSC_5156

Desde então, conheci pessoas que me ajudaram muito, seja presencialmente ou virtualmente, meu ciclo de amizades e convivência mudou, eu passei a ter muito mais disposição como por exemplo participar de treinos ou tentar atividades novas aos finais de semana, mudei de emprego e participei até de um campeonato de slalom.

Hoje eu tenho meus deslizes ainda, infelizmente a compulsão alimentar anda comigo ainda e apesar de estar bem mais controlada, eu ainda desconto emoções na comida as vezes. Mas minha vida mudou demais, tento tirar coisas boas de tudo, de todos os momentos, lugares e pessoas.

A minha alimentação passou por algumas fases. No começo eu evitei muita gordura e produtos industrializados. Hoje em dia eu evito carboidratos como pães, massas e arroz e ingiro gorduras boas como coco, azeite e castanha. Tudo o mais natural possível. Não sigo uma determinada dieta, somente fui fazendo adaptações com o que eu me sentia melhor e me dava resultados, claro, tudo com acompanhamento de profissionais.

Minha rotina de exercícios é academia de manhã 5x por semana e patinação à noite pelo menos 2x por semana. Aos finais de semana procuro patinar ou fazer coisas diferentes como slackline e stand up paddle.

Slackline

Slackline

Ainda quero emagrecer mais um pouco, mas já não penso mais em números, o manequim 40 é apenas um incentivo. Atualmente uso 42 / 44 e me sinto bem.

Espero que tenha gostado da minha história e que ela tenha te incentivado a correr atrás de seus objetivos.

Um beijo!

 

Eu em abril de 2012 e em abril de 2013

45610_372254046223445_63834574_n

 

 

68 Comments

  1. você escreve sobre projetos relacionados e boa-forma e bem-estar?
    Está no Rio de Janeiro?

  2. Oi Luana,
    Queria dizer que acompanho o seu blog sempre e tenho uma admiração muito grande por você, pelo jeito que você escreve e pela sua história.
    Parabéns!
    Beijo.

  3. Gostei muito da sua reportagem, estava precisando de uma auto ajuda e vc me fez abrir os olhos pra melhorar minha vida, estou bem acima do meu peso e depois que li sua entrevista fiquei super animada pra dar os primeiros passos, um abraço, parabéns pela sua perseverança e sucessos…

  4. Vi essa história hoje 27/05 no site do Bem Estar e me serviu de inspiração, fé , força e foco. Vai dar certo!

  5. Admiro sua determinação, também estou na luta sou publicitário também. Adotei o treino insanity vamos ver oque vai dar abraços.

  6. Estou começando minha jornada a poucos dias (reeducação alimentar), ler seu Blog incentiva muito. Adorei! Fiz um blog também, mas, nem sei como usá-lo direito ainda rsrs Bj, vc é uma vencedora, quero ser tb!

  7. Oi Lu,

    Só passei aqui pra dizer que vi o blog em algum site (não me lembro qual) na segunda-feira passada e resolvi entrar. Comecei a ler, pois sua história é bem parecida com a minha e não consegui mais parar.
    Adoro o jeito que voce escreve e mesmo sem te conhecer já tenho um carinho muito especial por voce pois muitas coisas que voce escreve são bem parecidas com o que eu sinto e gostaria (mas tenho vergonha) de dizer!
    Voce tem me inspirado dia a dia e estou me animando para seguir minha luta contra a balança e a compulsão alimentar.
    Grande beijo

  8. sabe queria conseguir oq vc conseguiu,mas isso parece impossuível ara mim,vou acompanhar seu blog pra ver se consigo..Bom Dia

  9. Olá Luana Fernandes, bom dia! Em 1º lugar quero parabenizar pela matéria, confesso que antes nunca havia visto seu blog, e cheguei até ele através da matéria que li no Yahoo, mais uma vez parabéns pal força de vontade e tenho uma pergunta à fazer. Vi que anda de patins e morro de inveja de quem consegue esse feito (risos), pode me indicar algum lugar aqui no Rio de Janeiro, que posso ter minhas 1ª aulas para iniciantes ? Acho que isso não fez parte de minha infância (risos), obrigada, felicidade e fique com DEUS, abraços e beijos !

  10. Espero me animar vendo esse blog…quero muito emagrecer!
    Penso nisso a cada momento.
    BJSSSS
    Angel

  11. Nossa Lu , adorei o seu site e gostaria de desejar os parabéns pra vc pela dedicação e pelo o que escreveu aqui sobre patins. PARABÉNS PELA EVOLUÇÃO…vamos treinar e continuar a treinar muito,esse é o segredo!

  12. Oi Luana, me identifiquei muito com vc. Pois minha mãe está tratando cancer de mama e eu estou bastante acima do peso. Ela já está fazendo as rádios, já passou pelas quimios e pela cirurgia…mas está bem difícil pra mim. E fico deprimida, acabo comendo…
    Parabéns pela tua história.
    Abraços
    Aline

  13. Lu!!
    Voce está linda e na medida certa! Nem demais e nem seca!
    Parabéns!

  14. Onde vc patina?
    Em Curitiba?
    Existe um lugar fechado para eu praticar o esporte aqui em Curitiba?

  15. É incrível poder conhecer alguém que superou seus obstáculos com estilo. 🙂

    Estou muito feliz por você e também estou mais feliz por compartilhar suas conquistas com todos. Torço muito que seus objetivos sejam alcançados gradualmente todos os dias.

    Amei o fato de você ter adotado o Roller como seu esporte preferido, patino há anos e sei o quanto patinar pode ajudar a manter o peso e alegria do patinador.

    A partir de agora estou te acompanhando via facebook e blog, quero muito poder participar da evolução cotidiana que tem alcançado.

    Meus parabéns!!!

  16. Oi Luana, muito prazer!
    Luana, meu ‘despertar’ está apenas começando e a primeira informação que veio no Google sobre Patinação foi seu blog.
    Adorei todas as informações que encontrei por aqui e temos uma luta interna bem parecida.
    Além disso, hoje tenho uma Filha que Amo de Paixão, uma Família linda e quero viver ainda muitos e muitos anos para poder curtir tudo isso com saúde.
    Deus nos proteja e nos illumine hoje e sempre!
    Abraço carinhoso da mais nova amiga e admiradora,
    Júlia Sáddi – Brasília-DF

  17. Menina adorei sua história… te desejo muito força e foco e claro te deixar os parabéns!!!
    Te convido a me fazer uma visitinha…

    beijos!!!
    E claro vou te seguir sempre…
    Simplesmente Danny

  18. Oi Luana, parabéns pelo blog e pela sua história também! estava procurando blogs sobre patins quando entrei aqui. Bom, além de amar patinar desde criança eu estava procurando qualquer atividade que pudesse engrossar as pernas (pesava 41 kg aos 18…e hoje com 23 adivinha quanto eu peso? 41 ainda!) Como não tenho paciência para ficar puxando peso na academia para ganhar massa pensei em algo que pudesse exercitar e definir as pernas quando vi que a patinação seria uma ótima opção para isso! Pena que em Sorocaba parece não ter muitas pessoas que curtem e é ruim ir sozinha!

  19. Oi, Virgínia. Em Sorocaba tem um grupo de slalom que patina na praça de Votorantim. Procura no Facebook Slalom SV. Aliás estou em Sorocaba agora e a noite pretendo ir lá rsrs bjos

  20. Oi,Luana!
    Descobri seu blog ao acaso (procurando informações sobre patinação!) e gostei muito! Vc escreve bem e me identifiquei com vc por essa paixão aos patins…moro em Brasília, tenho 34 anos e sempre tive o sonho de aprender a patinar. Decidi sair da inércia ano passado e comprei meus lindinhos. Quando estava na fase “fico em pé e ando como robô”, engravidei da minha segunda filha, aí tive que parar logo no início…agora que ela tem 7 meses, retomei. Ainda mal sei andar, mas chegará o dia em que poderei passear tranquilamente pelos parques (objetivo!)…tbm estou numa briga com a balança e ler sua história me animou ainda mais com a patinação…espero poder lhe escrever novamente contando um final de sucesso. abraços!

  21. Oi Luana,

    Venho lhe dizer que passei a acompanhar o blog pois estava procurando dicas de patins e me deparei com uma pessoa maravilhosa, com força de vontade e muito focada. Confesso que você me inspirou a começar a emagrecer também. Apesar de ter 1,63 e pesar 90 kilos, há seis oito meses atrás eu pesava 105Kg antes de começar a pedalar. Conitnue nesse ritmo, que da parte dos seus leitores, estaremos sempre torcendo por você.

    Um super Beijo

    Will

  22. Ahh não creio que só vi hj! hahah ahh hj eu vou sair da um voltinha por lá! ^^

  23. Talvez nem leia este comentário, nem nada. Mas queria deixar por escrito o quão significante foi o teu blog pra mim. Hoje eu realmente estava realmente triste e chorando por ter olhado no espelho e percebido o quanto de estria o meu corpo estava. Pode soar fútil, ou… sei lá. Mas sabe como é a cabeça de uma adolescente de 16 anos, rs… Venho tentando fazer regimes loucos, exercicios loucos, até pensei em dar um jeito de comprar sibutramina escondida… Eu não estou satisfeita com meu corpo, mesmo que minha namorada diga que ele é lindo e que fico vendo coisas a toa. Bom, estou realmente acima do meu peso, cheia de estrias e com a auto estima bem lá embaixo, entretanto foi como uma luz surgisse e teu blog brilhou pra mim, haha, que metáfora.. Percebi que isso são literalmente marcas de um tempo descuidado e melhorarei isso. Tenho o apoio de todo mundo, só falta de fato o meu… Só queria agradecer mesmo por ter escrito aquele post de estria e tê-lo feito de modo tão excepcional que.. wow, fez-me ver que não é o fim do mundo e posso melhorar. Só obrigada, mesmo! Espero que leia meu comentário, hihi, e também que volte a postar com mais frequência, pois tem me ajudado bastante 😉
    Aliás, amo patinar. Minha irmã me iniciou nisso, bom.. isso é história pra outro dia.. Beijos sz

  24. Olá! Li sim seu coment, leio todos… que bom que te ajudo, agora é só ter foco que você alcança seu objetivo. Beijos

  25. Nossa… muito bom ver sua historia, fiquei muito animado agora.
    Ja patinei no passado mas agora não faço nada e estou acima do peso e doente.
    Vou fazer o mesmo, comprar um patins e começar novamente fazendo uma atividade física.
    Adoro patinar!!.
    Gostaria de comprar um patins tipo tradicional você poderia me recomendar algumas lojas que vendem este modelo.
    Abraço.

  26. Poxa Rafael que bom que se inspirou, eu patino com muitos homens e todos eles emagreceram muito patinando… procura no meu blog “Primeiros passos de patins” e lá tem link das lojas que vende patins e até opções de marcas e modelos.

  27. Amei o blog. Há um tempão tento emagrecer, mas sempre falho:c
    Mas dessa vez me motivei, amei sua história!
    PARABÉNS!

  28. Luuuuuu, A M E I sua história, conheci seu blog porque sou uma iniciante na patinação, e essa minha história do patins, tem um pouco de superar obstáculos pra mim também, sempre fui muito de desistir de coisas que começava e de coisas que as vezes nem começava, e o meu amor pelo patins começou em um dia que eu estava passeando com meu namorado na praia de copa (moro no Rio) e vi uma garota andando de patins, mas essa me chamou a atenção, o jeito como ela andava ouvindo música, praticamente dançando como se o mundo fosse acabar no outro minuto, me apaixonei naquele instante (e entenda, eu sou do tipo que analisa e não do tipo que se apaixona platonicamente..) Daí pus na minha cabeça que ia comprar um patins e levei uns dois meses pra comprar afinal.
    Quando você vier ao Rio avisa pelo blog, tem um lugar aqui que fica na Lagoa Rodrigo de Freitas onde a galera se reúne pra patinar, se chama Parque do patins. Veeeeeeeeeem!! Beeeijos!!

  29. Parabéns Luana, sua história é linda e dá vontade de continuar lendo assim como nos livros. Sua mãe está bem?
    Assim como muitas pessoas entrei no seu site procurando dicas de patins. A pouco tempo comprei um da Traxart e estou aprendendo a me equilibrar ainda rs Sempre fui louca por patins mas meus pais achavam muito perigoso e não permitiram que eu tivesse um, hoje com 22 anos comprei o meu e estou empolgada com a ideia de patinar.
    Ganhei duas aulas no Ibirapuera, quem sabe a gente não se esbarra por lá.

    Beijos.

  30. Olá, amei seu blog..achei ele por acaso e me identifiquei muito com sua história. Estava muito deprimida a um tempo e deixei de fazer todas as atividades fisicas q acostumava fazer, resumindo… 20 kg a mais:(. De uns meses pra ca dei um basta nisso tudo e o patins tem me ajudado muito, principalmente o slalom que se tornou minha paixão…passo horas patinando e nem sinto kkkk. Parabéns pelas matérias, e q com elas consiga motivar cada dia mais pessoas a embarcar nessa modalidade e retomar a vida!

  31. olá Luana , amei tua história , eu tbm vivo brigando com a balança. tenho muita vontade de patinar , mas tenho medo, mas vencerei este medo ok bjos.

  32. Olá Luana!! Sempre andei de patins quando pequena e uma fase da adolescência. Andava bem, ensinava para os amigos, mas cresci e parei. Nem sei qual foi o fim dos meus patins. Tive daqueles de sandália que coloca com tênis, tive um de botinha (cano curto) e o Roller (quando virou moda), mas isso já vai pra lá de 20 anos (abafa a idade da velhinha aqui rsrsrs). Aí, de uns 3 anos para cá encasquetei que ia comprar um patis e voltar a andar, mas a preguiça, a falta de tempo e a idade (desculpa boba) foram me fazendo adiar… Mas no último mês não parei de pensar nisso e hj eu acordei determinada e durante as pesquisas achei você ;)… Fiz a compra seguindo suas dicas. Comprei um fitness. E prometo voltar pra contar como foi o meu encontro com meu novo amor (tenho certeza que será amor à primeira vista). Beijos e boa sorte na vida! Parabéns pelo blog!!

  33. Quando eu crescer quero ser determinada igual a você rs. Tenho 25 anos1,52 m e peso uns 80 e poucos quilos. Sempre fujo da academia, hoje faço natação mas também fujo dela, e agora estou optando pelo patins só que tenho que aprender primeiro rsrs. Meu manequim é 44 e quero voltar para o 40. Sempre fui gordinha, porém não deste jeito.

  34. Luana seu vídeo ficou show parabéns, não esquece de nos aqui em Sorocaba blz…

  35. Oi Luana Nunca tinha lido sua historia, gostei muito viu e me identifico pela questão de ser gordinha porem eu sempre fui desde pequena, tenho muita vontade de emagrecer mas vc sabe como é, temos vontade mas não temos força de vontade de continuar com a dieta, eu nunca tomei remédios, mas é muito difícil emagrecer, não tenho muito tempo de fazer exercícios físicos, e por outro lado não consigo fazer muito esforço pois já fiz uma cirurgia na perna, já quando se trata de patins, humm ai eu tenho muita vontade, já comprei o meu porem não sei andar ainda e não tenho quem me ajude, quem vá a um parque comigo, porq fico sem graça de ir sozinha, é isso. Bjssss espero que continue sua batalha.!

  36. Olá Luana seu blog é show adorei encontrei vc no blog da mimis eu tb luto com peso acho que desde meus 10 anos e hj já emagreci bastante amo patins mas sou de Sorocaba-Sp mas moro a 15 anos em Salvador – Ba e aqui esse esporte não é comum rsrsrs mas vou procurar valeu pelas dicas bjossss

  37. Oi Luana valeu pelo incentivo, comprei um patins e está guardado na caixa, com as suas dicas vou tentar aprender…comprei pra me ajudar a emagrecer, mas ta difícil me equilibrar em cima dele…Bjs.

  38. Me simpatizei muito com a sua história! Também já sofri o efeito sanfona várias e várias vezes e de oito meses pra cá, parece que definitivamente estou conseguindo emagrecer. Elimei 12 quilos, pulei do manequim 42 para o 38 e estou começando a sentir os “efeitos colaterais” de tais mudanças, como a flacidez (pesquisa na internet que me trouxe até aqui). Parabéns e força para prosseguir!!

  39. Oi, Luana!!! Tudo bem?
    Adorei ler o seu blog! Pesquisando sobre patinação (para gordinhos), encontrei este espaço maravilhoso! Espero poder, em breve, publicar no meu Insta meu antes e meu depois.
    Parabéns pela iniciativa e muito sucesso sempre!!! Obrigada por compartilhar a sua história com a gente! (^_^)

    Beijos

  40. Blog perfeito para motivar as pessoas!!! Gostei muito…
    🙂

  41. Eu cai no seu blog por acaso haha
    Porque comecei a andar de patins e estou pesquisando muito sobre o assunto como você foi paixão a primeira patinada…. E por incrível que pareça tbm estou enfrentando muitas coisas parecidas con as quais você passou, quando minja mãe foi diagnosticada com câncer de mama eu descontava tristeza em comida, Dps que comecei a namorar buum explodi, agr eu meio que cai na real que não adianta ficar de noite chorando esperando que as lágrimas sequem sua barriga, tem que se mexer.. Não vejo muita graça em academia por enquanto estou na patinação e reeducação alimentar, trabalhar em shopps não é fácil haha. Bom é isso, vou fuçar mais o seu blog espero qualquer dia te ver no ibira haha beeijo e desde já agradeço pela força ^^

  42. Parabéns pelo resultado!

  43. Gostei muito minha linda e sucesso sempre!

  44. Olá Luana, conheci seu blog pesquisando sobre patins pq quando criança gostava mto de andar, mas o tempo passou eu parei de praticar e hj em dia procuro uma atividade física q me dê prazer. Só então li esse seu post p conhecer mais da sua história e saiba q me identifiquem mto pq tbm sempre briguei com a balança desde criança e no final da minha adolescência tbm fiz uso desses tipos de medicamentos que funcionam momentaneamente mas depois vai td por água abaixo. E outro ponto o qual me identifiquei foi em relação ao câncer de mama, mas no meu caso sou eu mesma q luto contra essa infeliz doença, há um ano recebi o diagnóstico, aos 31 anos, no auge da minha vida profissional e pessoal, mas nunca perdi a vontade de viver e ser feliz e hj por recomendações médicas não posso de maneira nenhuma ganhar peso, e sei q os patins irão me ajudar nisso. Adoro o seu blog, parabéns!! Bjo

  45. Olá Luana, descobri seu blog hoje, pois estou pesquisando sobre patins e querendo comprar um…a minha intenção é justamente para fazer exercícios e perder peso, odeio fazer academia e correr, mas tenho um marido que ama correr e queria o patins para acompanhá-lo. A última vez que patinei ainda era criança, mas acho que deve ser como andar de bicicleta….assim espero!! Gostaria de uma ajuda, pois não sei nada de patins há muitos anos, não vou fazer manobras, pelo menos por enquanto….então, qual o melhor modelo para iniciantes?

  46. Muito bom, era exatamente isso que motiva as pessoas, no meu caso por exemplo, preciso emagrecer 8kg, mas não sei se vou conseguir, mas vou lutar para alcançar essa meta ainda esse ano.

  47. Olá adorei seu blog. Estou procurando me motivar a partir das histórias que leio… comecei com minha conscientização há pouco tempo mas casa mil o é uma vitória pra mim. Quase chorei de emoção ao ver que emagreci um kilo hj. Engordei mto depois se um surto psicotico que tive de tomar remédios antidepreasivos.. meu corpo ficou lento e não emagrecia de forma alguma alem de nao conseguir fazer nada.. hj após exatos 3 anos que passei por isso estou retomando minha alegria de viver e minha disposição pq sempre fui mto ativa.. hj comecei a andar de skate.. sempre tive vontade mas mto medo de cair…rs na verdade nao achei que consegueria mas hj foi meu primeiro dia e ja consegui me equilibrar em cima e ate andar um pouco.. levei un tombo mas superei meu medo de ficar em pe na prancha que achei que morreria comigo… to super feliz por ter cobseguido o primeiro passo e emagrecido mais um kg… Por coincidência talvez achei seu blog e eu andava de patins… me animou mto a tentar tbm. A adrenalina é viciante e com o cuidado necessário pode ser um bom vício. .. Assim espero. Te desejo força pra continuar sua luta e parabéns por incentivar mtas pessoas como eu com a sinceridade que vi aki. Me emocionou sua história. Estou esperando o próximo sorteio de patins.. rsrs bjos e continue…

  48. Bela história! me inspirou.

  49. Oi luana sempre tive vontade de comprar um patins. Quando era adolescente andava. Aí casei e tive 2 filhos engordei 25 quilos.
    Eu tinha muita vergonha pois já tenho 34 anos e 93 quilos. Mas vendo esses dias seu blog. Em que você tinha quase 100 você inspirou fui lá e comprei e o mais incrível foi que eu superei minhas expectativas andei super bem e nem cai. Faziam 17 anos que eu não andava. E queria recomendar o patins da oxer da centauro é muito confortável e acho que andei bem por ele ser muito bom.eu venci A vergonha e amei patinar de novo. Agora espero perder meus quilos indesejáveis. Um abraço luana.

  50. Que excelente, Jaqueline! Parabéns!!!

  51. Luana, passei para te agradecer pelas dicas sobre emagrecimento, conseguir emagrecer 3,8kg estou muito feliz por isso que você continue sempre assim.

  52. Parabéns, Aline!

  53. Nossa menina, que blog Lindo. Parabéns.. Ameeii.. Bjos

  54. Amei seu depoimento : Outra vida, mas mesma história com o sobrepeso… Me ajudou muuiiitttooo !!! parabéns !!

  55. Nossa que historia linda, adoro patins

  56. Luana, seu site é maravilhoso, sempre acompanho suas dicas, parabéns por tudo!

  57. Olá Luana, primeiramente eu gostaria de te dar os parabéns pela sua dedicação, você é mesmo uma mulher determinada. Eu também estou tentando emagrecer e sua história foi um ótimo incentivo. 🙂

  58. Que legal sua história! Tenho um patins rollerblade encostado aqui em casa há uns 6 anos, deu vontade até de voltar a patinar, na verdade nunca aprendi direito, tenho 35 anos (e hoje tenho medo)!!!
    Mas será que encontro aqui no blog dicas de como iniciar? Que pisos etc?
    Parabéns pelo blog!

  59. Eu fiquei emocionada com a sua história, meus parabéns.

  60. Nossa, sua história foi inspiradora. 😀

  61. Poxa vida !!!
    Luana, adorei sua história de vida e determinação pra alcançar seus objetivos.
    Parabéns pelo empenho, acaba de ganhar mais um seguidor (no blog, caso tenha face ou twitter sigo tb kkk). Não pare de escrever pois vc faz isso muito bem.

  62. Que bela história a sua, me emocionei e e motivou a tentar de novo. Obrigada.

  63. Boa tarde,

    Nossa adorei sua Historia, li seu Blog por causa de uma pagina de patins, eu quero comprar um par pra mim e outro para meu namorado, mas eu tava vendo o peço que eles comportam, e to vendo que não posso ter, mas em fim. Eu me expirei na sua historia e vou fazer igual a você fez.
    Sua historia me espirou a tomar vergonha e enfrentar a vida igual a você.

    Muito obrigado por essa lição de vida. Bjs

  64. olá Luana!

    Amei a sua história!
    por acaso conheci seu blog procurando dicas sobre patins.Meus esposo é personal treiner. E depois que tive meu segundo filho ( há 7 meses atrás), engordei bastante. Assim como vc, encontro alívio na comida, que considero meu maior prazer. Meus esposo tem feito de tudo para me incentivar a emagrecer. Mas não tenho ânimo para atividade fisíca, muito menos dieta. Mas sempre que me olho no espelho, sinto uma deprê por estar acima do peso. No natal, fui a praça e minha prima levou o patins dela. Pedi pra dar uma volta pra ver se ainda sabia andar, pois andei qdo tinha 10 anos. E gostei demais! Percebi o quanto suei. E falei pro meu esposo que talvez seria o único esporte que me traria prazer em fazer e que pudesse me auxiliar na perda de peso. Ele muito feliz, disse que vai me ajudar a comprar um patins pra mim. Espero conseguir meu objetivo de ficar em forma, breve, breve, assim como vc. Obrigada por compartilhar sua história e me fazer enchegar que eu tbm posso conseguir.

  65. Ola Luana,

    Eu conheci vc através do Blog da Mimis, comecei a acompanhar seu blog e resolvi voltar a minha infância e comprar um patins para começar a andar novamente. Comprei e utilizei muito desde lá mas como fitness mesmo, passeios e etc.
    Mas nesse meio tempo acabei encostando ele em um canto da casa por “ns” motivos como final de faculdade e TCC, acabei com isso ganhando uns quilos.
    Até que no final do ano passado, eu e meu ex terminamos, foi decepcionante para ambos os lados, mas eu precisava me focar em algo, decidi focar em mim, e nos meus patins empoeirados, foi então que comecei a praticar o Hockey inline, um esporte super bacana e apaixonante para que ama andar de patins!
    Sempre gostei muito do seu blog e de todas as noticias e novidades que traz para quem tem essa paixão por patins.

    No ano de 2017 devido a alguns programas de TVs, o patins retro (famoso quatro rodinhas) voltou com tudo, acho que esse blog deveria bombar agora com essa volta dos lindinhos.

    Gostaria que escrevesse mais sobre eles, sobre esporte onde eles participam (Hockey, Slalom, Corrida, Dança, Manobras em rampas e canos), evolução, modelos diferente, sendo a maneira de unir o amor de todos os esportes em uma paixão só, o patins.

    Gostei muito da iniciativa de vc mostrar pra todos o patins como sua parte da história, pois faz parte da minha também.

    Abraços,

    Lia

  66. Otima ideia, Lia! Meu blog está um pouco empoeirado pois ano passado foquei na minha carreira profissisonal e fiquei bem sem tempo, mas logo voltará com tudo e esta vai ser uma das pautas. bjos e obrigada pelo carinho.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *